The Boys in the Band – Os Garotos da Banda ganha nova montagem em São Paulo

Considerada a primeira peça de temática abertamente gay, The Boys in the Band – Os Garotos da Banda (1968), de Matt Crowley, ganha nova montagem no Brasil a partir de outubro.

Após 53 anos, a peça ganha nova montagem em São Paulo, estreando no Teatro Procópio Ferreira em 31 de outubro.

https://www.instagram.com/p/Cxu9j2Ku9I5/?img_index=1

Dirigida por Ricardo Grasson, a peça é protagonizada por um elenco que inclui Leonardo Miggiorin, Tiago Barbosa, Caio Paduan, Otávio Martins, Caio Evangelista, Júlio Oliveira, Mateus Ribeiro, Bruno Narchi, Heber Gutierrez e Gabriel Santana e Heitor Garcia como stand-in. Esta nova montagem ocorre em um momento em que o Brasil enfrenta desafios relacionados à onda conservadora e ataques à cultura e à comunidade LGBTQIA+.

“A importância de montar o espetáculo hoje é assimilar e compreender o que conquistamos nesses últimos cinquenta anos. Conquistas dentro do movimento LGBTQIA+, do movimento negro, do movimento feminista, da geopolítica no mundo. É analisar no que avançamos e no que ficamos estagnados. Por este motivo resolvi recortar o espetáculo nos anos 1960 e não atualizá-lo”, explica Grasson.

A Primeira Montagem

A primeira versão brasileira de “The Boys in the Band – Os Garotos da Banda” estreou em São Paulo em 1970, no Teatro Cacilda Becker, produzida por Eva Wilma e John Herbert, um casal heterossexual.

Traduzida por Millor Fernandes, a peça, intitulada “Os Rapazes da Banda,” contou com um elenco notável, incluindo Raul Cortez, Walmor Chagas, Paulo César Pereio, Otávio Augusto, Gésio Amadeu, Dennis Carvalho e o próprio John Herbert. Apesar de seu sucesso, a produção enfrentou críticas conservadoras e censura devido à sua representação de relacionamentos entre homens em meio à revolução sexual na era pré-AIDS, especialmente durante a ditadura militar.

A História

A história se passa em Nova York e segue um grupo de amigos gays que se reúnem para celebrar o aniversário de um deles. A peça explora temas de identidade, sexualidade, relacionamentos e autoaceitação. Conforme a festa avança e o álcool flui, conflitos e ressentimentos reprimidos entre os personagens surgem durante um jogo carregado de emoções, resultando em revelações pessoais e momentos intensos.

The Boys in the Band” é uma obra fundamental na história do teatro LGBTQIA+ e teve um impacto significativo na representação e discussão da comunidade gay.

A estreia americana de “The Boys in the Band” em 1968 foi impactante ao mostrar abertamente a vida dos homossexuais, com 1.001 apresentações. O título da peça faz referência ao filme “Nasce uma Estrela” de 1954, estrelado por Judy Garland, uma figura icônica para a comunidade gay nos EUA. No filme, James Mason menciona que a personagem de Judy está cantando para ela mesma e para os rapazes da banda, usando uma gíria da época para se referir aos gays.

No Cinema

The Boys in the Band” foi adaptada para o cinema duas vezes, com sucesso tanto de público quanto de crítica. A primeira versão, dirigida por William Friedkin, vencedor do Oscar por “O Exorcista”, foi adaptada pelo próprio autor, Mart Crowley. A peça também teve várias produções teatrais em todo o mundo ao longo dos anos.

Em 2020, “The Boys in the Band” foi novamente filmada após uma remontagem de sucesso na Broadway, vencendo um prêmio Tony de Melhor Revival de peça de teatro. A nova filmagem, dirigida por Joe Mantello e produzida por Ryan Murphy (conhecido por Glee, Pose e American Horror Story), é notável por ser a primeira com um elenco totalmente gay.

O filme se tornou um grande sucesso na Netflix, demonstrando que a história continua sendo relevante e influente na cultura LGBTQIA+.

 “Os Garotos da Banda”

TEATRO PROCÓPIO FERREIRA
Endereço: Rua Augusta, 2.823 – Cerqueira César

Terças e Quartas 21:00

120,00 inteira/60,00 meia entrada

Classificação 18 anos 

Duração : 90min

Ingressos: Sympla.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *