Home / Musicais / Reiner Tenente ministra workshop de teatro musical em São Paulo

Reiner Tenente ministra workshop de teatro musical em São Paulo

Reiner Tenente, atualmente em cartaz com a peça “Cantando na Chuva”, na qual interpreta Cosmo Brown, vai ministrar ‘O Corpo que canta’, um workshop de interpretação para teatro musical nos dias 4, 5, 6, 11, 12 e 13 de dezembro, das 10h às 13h, no espaço Open Arts, no bairro da Bela Vista, em São Paulo.

O ator, que também é criador do CEFTEM (Centro de Estudos e Formação em Teatro Musical), localizado no Rio de Janeiro, vai utilizar uma metodologia própria pesquisada há oito anos, que se tornou tema da sua pesquisa de mestrado, que tem como objetivo o treinamento da expressividade das emoções no corpo e na voz, que devem estar conectados de forma orgânica para funcionarem em cena.

Reiner Tenente tem uma longa carreira no teatro musical. Entre as suas experiências teatrais estão os espetáculos “Roda Viva”, de Chico Buarque, direção de Patrícia Zampiroli e supervisão de André Paes Leme; “Tip e Tap Ratos de sapato”, com direção de Ronaldo Tasso e músicas de Tim Rescala; “Tim Maia – Vale Tudo – O musical”, em que viveu Roberto Carlos e Nelson Motta, dirigido por João Fonseca e texto de Nelson Motta. Além da preparação de elenco dos musicais “Rock in Rio – O Musical” e “Cazuza – O tempo não para” e performances como ator, cantor e dançarino no parque Gröna Lund, em Estocolmo, na Suécia, Reiner também deu vida ao personagem “Clown” no espetáculo “O Grande Circo Místico”, obtendo ótimas críticas, e atuou ao lado de André Dias e Tadeu Aguiar em “Bilac vê estrelas”, que ganhou o prêmio Bibi Ferreira de melhor espetáculo, ambas as produções dirigidas por João Fonseca.

O workshop tem o valor de R$ 600, pagando à vista tem 5% de desconto, ou 2 vezes parcelado no cheque ou no cartão com juros.

Mais informações pelo sp@ceftem.com

O Espaço Open Arts fica na rua Quatorze de Julho, 74 – Bela Vista – São Paulo.

Sobre ArteView

Veja Também

BIBI, uma vida em musical no Teatro Oi Casa Grande

“Não consigo lembrar de mim fora de um teatro”. É assim que Bibi Ferreira, 95 …

Deixe uma resposta