Mario Bortolotto dirige Oeste Verdadeiro, de Sam Shepard, com Sergio Guizé, Carcarah, Mara Faustino e Walter Figueiredo

Depois de “Criança Enterrada”, de Sam Shepard, montada em 2016, Mario Bortolotto dirige seu segundo texto do autor americano – “Oeste Verdadeiro” (True West). A peça, encenada nos circuitos Broadway e Off-Broadway nos anos 1980 com os atores Gary Sinise e John Malkovich, arrancou elogios da crítica por seu humor irreverente e não convencional, sendo definida como um dos melhores trabalhos de Sam Shepard.

Nesta montagem, com tradução de Ana Hartmann, estão em cena Sérgio Guizé, Carcarah, Mara Faustino e Walter Figueiredo.

A peça conta a história de dois irmãos – Austin (Carcarah), o mais novo, que frequentou uma universidade da Ivy League e vive uma vida confortável como roteirista de cinema e TV, e Lee (Sergio Guizé), um vagabundo errante que passa grande parte de seu tempo no deserto e se sustenta através de roubos.

Depois de um longo período de ausência, Lee aparece na casa de sua mãe (Mara Faustino), mas encontra Austin, que está lá para cuidar da casa enquanto a mãe viaja, e para tentar vender seu novo projeto ao produtor de Hollywood Saul Kimmer (Walter Figueiredo).

Cada irmão mostra desprezo pelo estilo de vida do outro, mas cada um percebe no outro um elemento que falta em sua própria vida. Ao ser apresentado a Saul, Lee o enreda e o convence a produzir um roteiro seu, e não mais de Austin. Assim, Saul decide abandonar o roteiro romântico de Austin para investir na história do “Oeste verdadeiro” de Lee, deixando o irmão furioso.

Os papéis dos irmãos então se invertem: Lee, sem prática nem conhecimento, tenta desesperadamente botar no papel o seu roteiro. Austin, frustrado e traído, se torna um ladrão bêbado.

Deixados essencialmente a si mesmos e provocados por uma mistura de aversão e inveja, os dois irmãos continuam a se agredir. Austin sufoca Lee quase ao ponto da morte, e o jogo termina com os dois irmãos equilibrados para ainda mais um combate.
Oeste Verdadeiro foi realizada pela primeira vez em julho de 1980 no Magic Theatre, em San Francisco, e foi muito bem recebida.

Por causa do status ascendente de Shepard (ele havia ganhado um Prêmio Pulitzer em 1979 por Buried Child), a peça foi trazida para Nova York, onde, de acordo com as palavras de Don Shewey, da Village Voice, se tornou um evento de mídia, anunciado como “o trabalho o mais recente “do dramaturgo mais quente da América”. Esta produção contava com os atores de cinema novaiorquinos Tommy Lee Jones e Peter Boyle nos papéis de Austin e Lee.

Mas foi com a produção do Steppenwolf Theater em Chicago, liderada e representada pelos atores Gary Sinise e John Malkovich, que a peça se consolidou na crítica americana. Esgotou os ingressos em Chicago para uma temporada de seis semanas, em seguida, cumpriu mais doze semanas em um teatro maior, mais comercial de Chicago, sendo posteriormente inserida no circuito Off-Broadway, novamente em Nova York. A peça arrancou elogios da crítica por seu humor irreverente e não convencional, sendo definida como um dos melhores trabalhos de Sam Shepard. No Brasil, foi dirigida em 1999 por Marco Ricca.

FICHA TÉCNICA

Texto: Sam Shepard
Tradução: Ana Hartmann
Direção Artística: Mário Bortolotto
Elenco: Sérgio Guizé, Carcarah, Mara Faustino e Walter Figueiredo
Cenografia: Mariko e Seiji Ogawa
Figurino: Letícia Madeira
Iluminação: Caetano Vilela
Trilha: Mário Bortolotto
Fotos: Grima Grimaldi
Programação Visual: André Kitagawa
Assistente de direção: Peterson Queiroz
Operação técnica: Ademir Muniz e Gabriel Oliveira
Produção: Isabela Bortolotto
Assessoria de Imprensa: JSPontes Comunicação – João Pontes e Stella Stephany

 

LOCAL: Teatro & Bar Cemitério de Automóveis
Rua Frei Caneca, 384 – Consolação / SP Tel: (11) 2371-5743
HORÁRIOS: sextas e sábados, 21h e Domingos 20h
DURAÇÃO: 90 minutos
INGRESSOS: R$ 40,00 e R$20,00 (meia)
HORÁRIO BILHETERIA: sexta a domingo, das 19h até o início da peça
FORMAS DE PAGAMENTO: dinheiro e todos os cartões de débito e crédito (não aceita cheque)
CAPACIDADE: 35 lugares (acesso a cadeirantes)
CLASSIFICAÇÃO: 16 anos
TEMPORADA: de 07 a 30/04 e de 19/5 a 11/06

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *