Dicas Culturais: No clima da Parada LGBT…

Domingo dia 18 acontece a 21ª edição da Parada LGBT de São Paulo, entre as 12h e as 18h na Avenida Paulista. A estimativa é de que cerca de 3 milhões de pessoas passem pelo evento, que vai da Avenida Paulista até o Vale do Anhangabaú.  Até o evento a cidade fica repleta de turistas que querem aproveitar o feriado não apenas na parada e festas, mas também no teatro. São muitas opções em cartaz pela cidade e selecionamos algumas abaixo:

“Lembro Todo Dia de Você”
Musical Inédito, no espetáculo Thiago (Davi Tápias) é um jovem que se descobre soropositivo e inicia uma jornada de autoconhecimento em direção a questões decisivas de sua vida – como o abandono paterno, a descoberta da sexualidade, relacionamentos, amizades e o estigma enfrentado diariamente por pessoas com HIV.

Sexta, sábado e segunda, 20h, domingo, 19h. No CCBB-SP (r. Álvares Penteado, 112, metrô Sé, São Paulo). R$ 20 e R$ 10. Até 26/6/2017

 

“Limonada”

Com texto e direção de João Hannuch, a montagem jovem da Benvinda Cia. conta as desventuras amorosas de Beto, um rapaz gay que está se aproximando dos 30 anos de idade. Prestes a iniciar a comemoração de seu aniversário ele recebe a visita de seus cinco ex-namorados. Imagine só a confusão.

Sexta, 23h59. No Espaço dos Parlapatões (praça Franklin Roosevelt, 158, metrô República, São Paulo). R$ 40 e R$ 20. Até 30/6/2017

“Dzi Croquettes”
A nova versão do Dzi Croquettes visa privilegiar a ideia física do Teatro Musical Brasileiro. Aproxima-se mais do formato de teatro de revista, fugindo do estereótipo dos musicais com estilo “Broadway” (onde todos seguem um modelo padronizado de representação musicada, dando maior ênfase ao canto). O Dzi agora apresentado mantém sua forma original, porém revisitado por uma trilha sonora contemporânea (Ira, Titãs, Mamonas Assassinas) que se serve de recursos eletrônicos, interpretada por um elenco masculino com forte apelo de sensualidade e um exemplar vigor físico.Com um técnico desempenho teatral, o elenco apresenta atuações tanto masculinas quanto femininas, tendo como ingrediente principal a paródia. Composto de humorismo, números musicais e coreográficos, o espetáculo satiriza a realidade social, política e existencial do momento.

Sexta-feira às 21h30 no Teatro Augusta ( Rua Augusta, 943) até  28 de Julho

“Madame Satã – um musical brasileiro”
o espetáculo Madame Satã, do coletivo mineiro Grupo dos Dez. Dirigido por João das Neves, a peça se vale da biografia de um dos mais polêmicos personagens da velha Lapa (bairro boêmio do Rio de Janeiro) para dialogar com questões que permeiam a homofobia, o racismo e a homoafetividade.

Quinta, sexta, sábado e domingo, 19h15. Na Caixa Cultural (praça da Sé, 112, metrô Sé, São Paulo). Grátis (ingressos distribuídos a partir das 9h em cada dia de apresentação). Até 18/7/2017

“O Príncipe Desencantado”

No espetáculo infanto-juvenil, o príncipe Vick vive na corte desorientado após a morte precoce do pai e se vê obrigado pela mãe a escolher uma esposa da Escola de Principes. Certo dia, Vick conhece um homem, Teco, no karaokê, e eles se apaixonam. Mas Teco é irmão de uma de suas pretendentes e a felicidade do príncipe continua com obstáculos à frente.

Sábado e domingo, 15h. No Viga Espaço Cênico (r. Capote Valente, 1323, metrô Sumaré, São Paulo). R$ 50 e R$ 25. Até 30/7/2017

“Meninos Também Amam”
Poema/manifesto cênico usa nudez para celebrar o amor e fazer denúncia contra a homofobia. Montagem está completando quatro anos desde o nascimento do projeto.

Sábado 21h e Domingo 20h Cia De Revista (Alameda Nothmann, 1135 Centro – São Paulo ) R$ 50 e R$ 25.  até 18 de Junho de 2017
“Pobre Super-Homem – Avesso do Herói”
Basedo em texto do canadense Brad Fraser, espetáculo que tem a ativista e atriz trans Renata Peron no elenco, conta uma noite vivida por David, artista plástico bem-sucedido mas que decidiu voltar a ser garçom, e sua amiga Shannon, soropositiva que quer fazer a cirurgia de redesignação sexual.

11/06 a 25/06  Domingo – 19h  e   17/06  Sábado – 22h. SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt  R$ 40 (meia-entrada, R$ 20; aprendizes da SP Escola de Teatro, R$ 15).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *